Blog do Cyrillo

Aprovado projeto que permite maior transparência nos processos de licitação

Fotos: Elpídio Júnior


Para promover a participação popular e a transparência nos processos administrativos do Município, a Câmara Municipal de Natal aprovou em segunda discussão, durante sessão ordinária nesta quinta-feira (10), o Projeto de Lei 241/2021 de autoria do vereador Herberth Sena (PL), sobre a obrigatoriedade de gravação em áudio e vídeo e de transmissão ao vivo, por meio da internet, dos procedimentos licitatórios de competência dos órgãos que compõem a Administração Pública Direta e Indireta. 

"Trata-se de mais um mecanismo de transparência e controle de atos da gestão municipal. É a transmissão ao vivo, em áudio e vídeo, dos processos licitatórios da Prefeitura, medida que permitirá ao cidadão acompanhar a disputa nos processos de licitação em todas as áreas do setor público. Além de assistir ao processo ao vivo, será possível acessar a gravação da concorrência. Com isso, a população acompanhará o passo a passo das atividades administrativas", justificou o vereador Herberth Sena. 

Em regime de urgência, o plenário deu parecer favorável a uma proposição da vereadora Camila Araújo (PSD) que reconhece como patrimônio cultural de natureza imaterial para a capital potiguar o evento “Acampamento Impacto Radical” voltado para pessoas evangélicas e convertidos à fé cristã com mais de 18 anos, e tem a finalidade de levar o cristão a refletir e valorizar mais a sua liberdade dentro da perspectiva de uma “Igreja Livre”. 

"O projeto trabalha com o incentivo a missões e evangelismo de pessoas em nossa localidade e de povos não alcançados. Chegou em Natal em maio de 2016 e já na primeira edição contou com mais de 100 participantes. De lá para cá, foram realizadas 57 edições e cerca de 4.300 irmãos e irmãs do Rio Grande do Norte que tiveram suas vidas impactadas", explicou Camila Araújo, ressaltando que a iniciativa é reconhecida internacionalmente.

Mais três projetos foram acatados em segunda discussão: PL 03/2020, do vereador Preto Aquino (PSD), que dispõe sobre a padronização do material utilizado na fabricação das placas indicativas de nomes de ruas e logradouros públicos do município; PL 300/2021, do vereador Robson Carvalho (PDT), sobre medidas de transparência em relação ao direito de atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e de Pronto Atendimento (UPA), no município de Natal, mesmo que esteja fora da sua área de cadastramento; PL 309/2021, do vereador Anderson Lopes (SD), sobre cadastro de compra, venda ou troca de cabo de cobre, alumínio, baterias e transformadores para reciclagem na cidade, e o PL 45/2019, do vereador Felipe Alves (PDT), que permite aos parlamentares, através de projeto de lei, declarar instituições e manifestações culturais como patrimônio imaterial.

Cyrillo

Blogueiro político em busca de divulgar as verdades escondidas nos atos dos atores políticos.

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem