Blog do Cyrillo

Nove ministros entregam os seus cargos agora, no Palácio do Planalto

Nove novos ministros tomam posse agora, no Palácio do Planalto. 

Via: Congresso em Foco do UOL

O governo federal publicou nesta quinta-feira (31), no “Diário Oficial da União”, a troca de nove ministros que vão concorrer às eleições deste ano. As mudanças nos órgãos devem ser  anunciadas também em uma cerimônia no Palácio do Planalto com a presença do presidente Jair Bolsonaro.

O evento marca a despedida de Bolsonaro dos comandantes das pastas e a chegada dos novos que assumirão até o fim deste mandato presidencial. Os cargos a serem deixados nesta manhã serão preenchidos por integrantes do próprios ministérios, em sua maioria por pessoas próximas aos ministros. Segundo o governo, a escolha dos substitutos foi feita de acordo com o critério técnico.

Pela Lei de Inelegibilidades, os chefes de ministério que desejam se candidatar precisam deixar os cargos até seis meses antes do primeiro turno. Este ano, o prazo se encerra no próximo sábado (2).

Também deixaram seus cargos o secretário especial de Cultura, Mario Frias, e o presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, que estão filiados ao mesmo partido de Bolsonaro: PL. Além de Jorge Seif Junior, da secretaria de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura. Há ainda alterações no comando do Exército: sai general Paulo Sérgio Nogueira e entra o general Marco Antônio Freire Gomes.

Era esperado que o ministro da Defesa, Braga Netto, deixasse a pasta. No entanto, a ordem ainda não foi publicada no Diário Oficial da União. No lugar dele, o general Paulo Sérgio Nogueira assumiria seu cargo. 

Confira quem sai dos ministérios para disputar as eleições de outubro e quem assume o comando das pastas:

AGRICULTURA

  • Sai: Tereza Cristina, pré-candidata ao Senado no Mato Grosso do Sul;
  • Entra: Marcos Montes, secretário-executivo do ministério.

CIDADANIA

  • Sai: João Roma, para concorrer ao governo da Bahia;
  • Entra: Ronaldo Vieira Bento, chefe da assessoria de Assuntos Estratégicos do ministério.

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÕES

  • Sai: Marcos Pontes, para concorrera a deputado federal por São Paulo.
  • Entra: Paulo Alvim, secretário de Inovação do ministério.

DESENVOLVIMENTO REGIONAL

  • Sai: Rogério Marinho, para concorrer ao Senado pelo Rio Grande do Norte;
  • Entra: Daniel de Oliveira Duarte Ferreira, que era secretário-executivo da pasta.

INFRAESTRUTURA

  • Sai: Tarcísio de Freitas, para concorrer ao governo de São Paulo;
  • Entra: Marcelo Sampaio, atual secretário-executivo da pasta.

MULHER, FAMÍLIA E DIREITOS HUMANOS

  • Sai: Damares Alves, para concorrer ao Senado ou Câmara dos Deputados;
  • Entra: Cristiane Britto, secretária nacional de Políticas para as Mulheres.

SECRETARIA DE GOVERNO

  • Sai: Flávia Arruda, para concorrer ao Senado no Distrito Federal;
  • Entra: Célio Faria Junior, chefe do gabinete pessoal de Bolsonaro.

TRABALHO E PREVIDÊNCIA

  • Sai: Onyx Lorenzoni, para concorrer ao governo do Rio Grande do Sul;
  • Entra: José Carlos Oliveira, presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

TURISMO

  • Sai: Gilson Machado, para concorrer Senado em Pernambuco;
  • Entra: Carlos Brito, diretor-presidente da Embratur.
Rogério Marinho discursou agora a pouco. 




Cyrillo

Blogueiro político em busca de divulgar as verdades escondidas nos atos dos atores políticos.

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem