NOTÍCIAS

Fuzileiro Naval é encontrado morto dentro do quartel

Desaparecido desde a última quinta-feira, o soldado Herbert foi encontrado numa sala desativada do prédio da antiga 1ª Companhia.

O militar foi encontrado ontem a tarde, o ITEP foi acionado. As primeiras informações dão conta de que pode ter sido um mal súbito. Ele estava deitado, sem perfurações de qualquer tipo e sem resíduos de drogas ou venenos no local.
Herbert foi encontrado morto dentro do próprio grupamento onde servia.



Herbert estava usando a sala do antigo prédio, sem autorização dos superiores, como *sua casa. Ele era morador do quartel, o chamado "mexilhão crônico". 
* Corrigindo: a sala que ele estava usando era para estudar, ele e outros militares.

Segundo os peritos anteciparam, pelo estado de putrefação do corpo, o soldado estaria morto desde a noite de quarta para quinta da semana passada.

Amigos do militar relataram que ele andava muito angustiado pelo fato de não ter obtido sucesso num concurso interno para cabo. Ficou triste, mas que não seria motivo para tirar a própria vida. "Ele fez a prova na minha sala, terminou rapidinho, em torno de meia hora. Parecia que não tava nem aí. Por isso acho que ele não estaria triste por causa disso", disse um militar amigo dele.

O ITEP deve emitir o laudo da causa da morte em poucos dias e por se tratar de uma organização militar das forças armadas, a polícia civil não participa da investigação. A própria Marinha ou a Polícia Federal, se for requisitada, investigarão a morte do pernambucano Herbert.

Em tempo: O soldado Herbert era muito quieto, excessivamente calado. Guardava suas angústias para ele, conversava muito pouco com seus "campanhas". 

Em tempo 2: Fiquem atentos aos sinais de angústia de seus amigos e familiares. A rotina militar é muito puxada. Muita faxina, serviço e formaturas sem parar. Soldado é o peão de uma unidade militar. A semana toda sem tempo pra família. A depressão pode tomar conta e muitos não dão sinais.

Em tempo 3: Nos últimos dois anos, muitos fuzileiros têm pedido baixa. Um número incomum. A rotina está desanimando os jovens que sonham em seguir carreira no CFN. Sei o que é isso. A decepção toma conta da "boyzada".

Em tempo 4: Jovens entram no CFN querendo ir pra guerra. Literalmente. Aí, se deparam com a realidade de faxina, serviço e aperto dos superiores. É uma tal de formatura para tudo. Dias de ensaio no sol brabo, sai do ensaio corre para faxina, e sem citar os baixos salários. Não dá para ajudar os familiares, que é o sonho de todos que são oriundos de famílais humildes - a maioria. 

Em tempo 5: Querem um conselho? façam concurso para Polícia Militar ou para Aprendiz de Marinheiro. São duas carreiras mais tranquilas e que focam na preparação do militar para a verdadeira função ao qual ele conseguiu aprovação.

Em tempo 6: Alô comando do CFN: mudem isso. Ofereçam melhores dias aos seus futuros sub-oficiais. Soldado que segue carreira, nos dias de hoje, merece uma medalha Almirante Tamandaré. 

 

6 Comentários

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem