CANDIDATAS LARANJAS. Partido de cidade da Grande Natal pode perder bancada

Candidatas de partido que elegeu uma bancada em cidade da Grande Natal, foram intimadas a prestarem depoimento ao TRE.

Se o que estão sendo acusadas seja verdade, e resolvam confirmar que foram candidatas "laranjas", a casa vai cair.

Decisões desfavoráveis a esse tipo de conduta, estão ocorrendo Brasil afora.

Se tiver o menor indício de fraude, de que as mulheres foram usadas nas chapas somente para compor a cota exigida por lei, podem anotar: mandatos serão perdidos.




Aqui em Natal, pelo menos quatro partidos estão sob investigação do TRE. 

Tiveram candidaturas femininas em alguns partidos que, todas juntas, não tiveram 200 votos. Observem que as últimas colocadas sempre são as muheres.

Teve candidata com zero voto que chegou a receber fundo partidário e tudo.

Em tempo: Vovó dizia: "promessa feita, promessa cumprida".

Em tempo 2: Prometeram o céu e as estrelas para as "meninas" se candidatarem e depois de eleito, tem vereador que nem as recebem para um "café com brote".

Em tempo 3: O sucesso de uma chapa é coletivo. Se prometeram que o mandato seria coletivo, não podem sacanear o grupo.

Em tempo 4: Agora, parece que é tarde para chamar no "pé do cipa" e tentar resolver o problema. A fila de candidatas no TRE para prestarem esclarecimentos, está chegando no Parque das Dunas. Vão ressuscitar o velho "Drive-in Love" do Bosque dos Namorados.

Vejam decisão do TSE:


"O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu na noite de terça-feira que a presença de candidaturas de laranjas para fraudar a cota mínima de candidatas mulheres deve levar à cassação de toda a chapa, com a perda do mandato dos eleitos. A decisão foi tomada por quatro votos a três, em processo que julgou o caso de candidatas-laranja em coligação para o cargo de vereador em Valença do Piauí (PI).

Esse foi o primeiro processo de fraude na cota de gênero julgado pelo TSE. A decisão pode significar um precedente a ser aplicado pelo TSE em casos de candidaturas-laranja em todo o País, como nas investigações que atingem a campanha de chapas do PSL em Minas Gerais e Pernambuco.

Fraudes com laranjas ganharam destaque após a Folha de S.Paulo revelar um esquema de candidatas a deputada em Minas Gerais que receberam dinheiro público do PSL, tiveram votação pífia e repassaram parte dos recursos a empresas ligadas ao gabinete do atual ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, à época presidente do PSL em Minas e que foi reeleito deputado federal em 2018. Ele nega irregularidades.

A Lei das Eleições determina que pelo menos 30% das candidaturas devem ser de mulheres. A chapa de vereadores no Piauí foi acusada de utilizar candidaturas fictícias de mulheres que não chegaram nem sequer a fazer campanha eleitoral, com o objetivo de fraudar o cumprimento da cota.

A decisão retira o mandato de seis vereadores dos 11 existentes na Câmara de Valença do Piauí."

Decisão desse ano, sobre as eleições de 2020.




https://www.diariodaregiao.com.br/politica/2021/02/1222767-justica-cassa-mandato-de-vereador-por-candidata--laranja.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sargento da Marinha morre afogado em praia de Maceió

Fuzileiros Navais de Luto. Faleceu o Sargento Flávio Freitas

Por partido. Pesquisa CONSULT pra vereador de Natal.