Efeito Manu e Boulos. Petistas lacradores estão loucos nas redes sociais.

Amigos, quero aqui deixar meu testemunho sobre a noite de ontem. 

Após a apuração, fui nos grupos de WhatsApp dá aquela velha "chiada" nos petistas de plantão. 

Aqueles que estavam "batendo tambor" para que Munuela Dávila e Guilherme Boulos vencessem as eleições nas suas capitais.

Publiquei alguns "memes" sobre a derrota dolorosa dos dois "comunistas de Iphone" e o time da lacração me expulsou do grupo sem nem me dar a chance de despedida. kkkkk. Foi hilário.

Primeiro um deles, um professor da UERN renomado e filiado ao PSOL (é o seu 12º partido) veio retrucar minha comemoração. Ele veio logo botando defeito nos vitoriosos. Tentando minimizar a derrota.

Eu, como sempre, respeitosamente comecei a debater sobre a eleição e contrapor as ideias do meu debatedor. Perguntei onde estava a equipe do "Plantão da Resistência" daquele grupo, que até às 17hs estava efusivo e quase comemorando a vitória dos filhotes de Lula.

Bete Frígida, Professor Corrupto e Frankstein. Trio do mal que foi extermindado num dia só.

O professor se magou e pediu socorro para o seu companheiro, um tal de "K.A. Gão Jr". O cara me chamou de intratante, arrogante e disse que eu não tinha a menor condição de conviver em harmonia naquele grupo. "Piadista e incoviniente", assim me rotulou K.A Gão.

Essa é a terceira vez, de 2018 para cá, que me expulsam de grupos por causa do meu combate aos petistas.

Um grupo de Ex-alunos da ETFRN, cheio de "Anti-fascistas", fui excluído por um ex-amigo petista. Ele tem a mesma cara de Boulos (barbicha de bode) e fala rouca. É o padrão "Resistência Vermelha".

Outro ex-amigo dos tempos de Sagrada Família, Hamilton Márcio, petista inveterado também me expulsou de um grupo, no início desse ano. A justificativa foi a mesma: não sabe debater. Só isso! 

Agora, o professor universitário Jefferson Garrido (PSOL), junto com um casal (professora + publicitário), novamente fogem do bom debate excluindo os debatedores por causa do pensamento diferente.

Quem são os fascistas nesses casos? Quem são os intolerantes nesses episódios? Serão filhos do Bozo ou do socialismo. Ué, socialistas que não conseguem socializar um debate de ideias?

Em tempo: Esse casal de professora com publicitário, por causa do meu pensamento ANTI-PT, me denunciou ao diretório nacional do PDT, afirmando que eu defendia nas redes sociais o BOZO.

Em tempo 3: Denunciaram a mim e ao presidente da legenda, Carlos Eduardo Alves. Dizendo que ele aceitava na legenda, FASCISTAS e MISÓGINOS, no caso, eu, na legenda trabalhista aqui no estado. Lembraram até o episódio em que Carlos apoiou Bolsonaro em 2018. 

Em tempo 4: Escuto tanto chororô dos PETISTAS reclamando desses atos absurdos e logo eu, um doidinho que escreve besteiras num blog, com uma história no movimento estudantil que vem desde 1984, quando aos 13 anos fui eleito presidente do Grêmio Estudantil do Colégio Sagrada Família, concorrendo com uma chapa de jovens do PRÉ-VESTIBULAR. Logo eu seria um "misógino"? E Garrido e a irmã votaram em mim, lá em 1985. 

Em tempo 5: Eu apanhei da PM num ato contra a estadualização das escolas técnicas, em frente do atual IFRN, quando fechamos o acesso da Salgado Filho para reinvindicar que as escolas técnicas do Brasil continuassem sobre a tutela do governo federal. Logo eu sou "misógino"?

Em tempo 6: Amigos Shampoo, Garrido, Bete, Hamilton, K.A Gão Jr, Fankstein, estudem sobre "misogenia, fascismo, racismo e preconceito". Vocês estão errando o alvo. Olhem-se no espelho e plantem a porrada nas suas próprias caras "mal-amadas". Os preconceituosos são vocês. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sargento da Marinha morre afogado em praia de Maceió

Fuzileiros Navais de Luto. Faleceu o Sargento Flávio Freitas

Por partido. Pesquisa CONSULT pra vereador de Natal.