Álvaro dançou na "roda de Iemanjá" na entrega da estátua

Com todo respeito que tenho às religiões de matriz africana, a estátua de Iemanjá, recém entregue aos natalenses nesse domingo é esteticamente muito sem refino. 

Como era a nossa imagem de Iemanjá...

...como ficou a nova imagem.

Os traços do orixá são totalmente sem definição. Sem querer polemizar, os praticantes dos cultos afro-brasileiros mereciam uma linda e com mais capricho.

A secretaria municipal de Cultura (SECULT) fez a entrega na manhã de ontem e por sinal, foi muito pouco prestigiada.

O show ficou por conta do prefeito que dançou ao som dos três atabaques tradicionais da umbanda: Rum, Rumpi e Lê. 

Na roda de Iemanjá, Álvaro dançou e "fechou" o corpo contra os oposicionistas.

Veja essa estátua em Camburi, Vitória do Espírito Santo. É do artista grego Ioannis Zavoudakis que mora em Vitória e tem outros monumentos espalhados pelo Brasil.

Estátua de Iemanjá, em Camburi, completa 31 anos nesta sexta-feira (2) — Foto: André Sobral/ Prefeitura de Vitória

Vejam a expressão da face da imagem. Capricho em forma de bom gosto. Comparem a base ao qual a estátua está posta.

Artista Ioannis Zavoudakis é autor de outros monumentos de Vitória — Foto: Reprodução/ Deyvison Reis

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SEMSUR. Feiras livres voltarão a funcionar nesse final de semana

Vereador de Extremoz chama diretora de escola para "trocar balas".

Fuzileiros Navais de Luto. Faleceu o Sargento Flávio Freitas