NOTÍCIAS

Astrofísico da UFRN desconsidera crescimento em internações pelo COVID em todo o país e afirma que CARNATAL "explodiu" Natal de casos graves

O Blog do amigo Bruno Barreto de Mossoró publicou uma pesquisa do Doutor em astrofísica José Dias do Nascimento Junior que afirma que o Carnatal foi o resonsável pelo crescimento ASSUSTADOR dos casos graves, com internação, do COVID-19. 

O pesquisador esqueceu de responder por que os casos em todo Brasil cresceram mais que o RN no mesmo período. 

Em São Paulo, só para exemplificar, não houve festa alguma e os casos relatados pelo pesquisador aqui no RN, como sendo culpa do CARNATAL, cresceram mais que aqui.

Veja matéria dia 21 de dezembro/21 com o título: "Observatório COVID-19 BR – Nota sobre aumento de casos: dezembro de 2021" do site do  Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo “Dr. Sebastião de Moraes”. 

Veja a nota: 
"O número de hospitalizações de casos suspeitos de Covid-19 no Município de São Paulo tem crescido rapidamente desde o início de dezembro. Esse crescimento tem se acelerado, o que também aconteceu com o número de casos suspeitos de COVID-19 atendidos pela rede hospitalar do município de São Paulo. Consequentemente, a ocupação dos leitos COVID no município também teve um crescimento rápido nos últimos sete dias, mostrando uma tendência de aumento de pressão sobre o sistema hospitalar."


No Rio Grande do Norte

O governo do estado do RN, através da SESAP afirmou, no dia 20 de dezembro, 10 dias após a festa potiguar o seguinte: "Realização do Carnatal não alterou número de casos de Covid-19, segundo dados da Sesap/RN" "De acordo com o boletim epidemiológico diário da Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte a média móvel de casos após 10 dias do início do evento se manteve estável"

Taxa de ocupação

"A taxa de ocupação de leitos críticos para Covid-19 também não houve um aumento percentual depois do Carnatal. Entre os dias 9 e 12 de dezembro a taxa tinha uma média de 30,38% de ocupação. Agora, dez dias após o início do evento, o percentual de ocupação dos leitos é de 29,3%."

"Atualmente, o Rio Grande do Norte possui 111 leitos disponíveis e 46 leitos ocupados por internados com Covid-19. A pandemia já vitimou 7542 potiguares desde março de 2020 até o fechamento desta matéria."

Matéria do Blog do Mossoroense Bruno Barreto, único veículo que repercutiu a pesquisa "fodástica". 

Link da matéria: https://blogdobarreto.com.br/efeito-da-covid-pos-carnatal-solicitacoes-de-uti-dobram-e-tendencia-de-queda-de-casos-foi-invertida/

Em tempo: em nenhum momento o tal pesquisador fez comparativos com outras capitais brasileiras, no mesmo período, onde não ocorreram festas tipo o CARNATAL.

Em tempo 2: pior que o pesquisador foi o blogueiro Bruno Barreto, único veículo do mundo que publicou essa "genial pesquisa". 

Em tempo 3: Pipa concentrou, no mesmo período do Carnatal, 100 vezes mais pessoas nas ruas que a nossa festa. Desçam daí, inimigos do crescimento econômico!

Em tempo 4: segue o currículo do pesquisador José Dias do Nascimento Júnior

Graduação em Física e Mestrado em Astrofísica pela UFRN (1994). Doutorado em Astrophysique et Techniques Spatiales na Université Paul Sabatier, IRAP, Toulouse, France, (1999). Desde 2005 é professor da Dep. Física da UFRN. Foi professor visitante do IAS, de l'Université Paris-Sud, Orsay, França (Maio de 2013), do IRAP, l'Université Paul Sabatier (IRAP em 2014), e do IPAG de l'Université de Grenoble (Set. de 2015) e "visiting scholars" do Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics (CfA, Harvard Univsersity), Cambridge, US (set. 2013 a Jun. 2018), onde permanece como pesquisador associado. Experiência na área de Astrofísica Estelar, com ênfase em Estrutura e Evolução estelar, atuando principalmente nos seguintes temas: Estrelas Análogas solares, Magnetismo Estelar e Solar, Rotação estelar e Evolução química. Caracterização de estrelas centrais de exoplanetas. Aprovou projetos de Cooperação internacional CAPES/FCT e CAPES/COFECUB (até 2018) e projetos UNIVERSAL/CNPq, sendo o último com vigência Dez-2015. Na Astrofísica Observacional utilizou diversas configurações instrumentais em grandes (2.2-10m) telescópios (VLT@ESO, 3.6@ESO, Keck, Gemini, CFHT, TBL, SUBARU) . Em 2014 foi a agraciado com a medalha de Mérito cientifico Cultural ?Câmara Cascudo" pela ALRN. Publicou mais de 45 artigos, muitos dos quais Qualis-A em revistas internacionais arbitradas, sendo várias Letters. Em 2017 publicou na SCIENCE importante artigo com contribuição para o entendimento dos ciclos magnéticos do Sol e das estrelas análogas. O Artigo teve citação na versão impressa do "The New York Times". Nos últimos anos teve Importante atuação na formação de novos pesquisadores (graduação, pós-graduação, pós-doutorado), além de uma contribuição em divulgação científica, com mais de 50 destaques na mídia nacional e internacional 2013 a 2018 e mais de 800 'media press clippings' em 2013, 2016. Cinco press releases dos observatórios Subaru, CFHT, ESO e CfA-Harvard. Pesquisa com destaque na pagina do CfA da Universidade de Harvard em Julho de 2014 Dezembro de 2014 e Março de 2016.



Hospitalizações e atendimentos.
Gráficos do crescimento de casos de COVID em São Paulo no mês de dezembro.
O pesquisador parece magoado pelo fato de, segundo ele, ter alertado as autoridades do RN para o risco que seria a realização da festa. 

Está na matéria do blog do Barreto; "O pesquisador lembra que alertou que o Carnatal reunia as condições perfeitas para a circulação do coronavírus e que isso iria impactar no sistema de saúde."

Em tempo 5: pesquisador esqueceu também de citar que a OMS alertou o mundo sobre a variante Ômicrom seria responsável pelo aumento de casos de COVID no mundo inteiro.

Em tempo 6: Nota da OMS: "OMS reforça alerta para aumento de casos de Covid e risco da variante ômicron" - "Diretor-geral fala em 'tsunami' de novos casos. Monitoramento da organização aponta crescimento de 11% nos casos da doença na última semana em relação à anterior – foram quase 5 milhões de novas infecções." - 

Mais da OMS na matéria: "Em um boletim publicado na terça-feira (28), o monitoramento da OMS aponta que, na última semana – de 20 a 26 de dezembro –, houve um aumento de 11% nos registros de novos casos de Covid em relação à semana anterior. Quase 5 milhões de novas infecções foram registradas....


Em tempo 7: porra, doutor Zé Júnior, como pode esquecer de trazer esses dados na sua PESQUISA tampa e "Crush"? No mundo todo ouve crescimento considerável. Esqueceu memso?

Em tempo 8: porra, Barretão, poderia ter divido esse genial estudo com mais amigos blogueiros. Foi egoísta na "exclusiva". 



Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem