Lilico Bezerra comandou derrota de Maurício Gurgel

Hoje é dia de diplomação dos novos vereadores e dos reeleitos em 15 de novembro.

Maurício Gurgel perdeu a eleição de novo. Pra quem não sabe, Maurício perdeu a eleição de 2016, assumiu com a eleição de Sandro Pimentel para à assembleia legislativa. 

Em 2008, quando se elegeu pelo PHS, ele obteve 4.197 votos; em 2012 repetiu e conseguiu quase a mesma votação, 4.188 votos; em 2016 teve 3,167 votos, ficou atrás de Sandro Pimentel que conquistou 3.700 votos.

Nesse ano, Maurício cometeu um erro que o blog havia alertado. Gurgel caiu no conto dos 'Bezerras'. Lilico Bezerra, que fez escola na eleição de 2016, virou referência de campanha milionária que não obteve sucesso. 

Rochinha e Lilico viraram referência como candidatos que desembarcaram em Natal de última hora, contrataram coloboradores que nenhum vereador queria mais, investiram muito "esforço" e o resultado foi menos de 1/3 do que esperavam.

Maurício Gurgel recebeu o apoio de Lilico para coordenar parte de sua campanha. Resultado: a zona norte, onde Lilico recebeu a missão de coordenar, derrotou Mauricinho.

Lilico desistiu de candidatura e entrou na campanha de Gurgel. O blog foi o primeiro a dar a notícia e foi desmentido por vários amigos do neto do coronel Theodorico Bezerra. Sustentei, pois a fonte era respeitável e a notícia se confirmou. 

Segundo um componente da equipe de campanha de Maurício, o planejamento foi traçado para que a zona norte rendesse, pelo menos, 1 mil votos. O resultado não veio e Gurgel perdeu por 380 votos para Milklei Leite, o mais votado da Zona Norte com 2.100 votos, só na ZN.

Confiram a votação dos candidatos do PV, partido de Milklei e Maurício:


    CANDIDATO
    % VÁLIDOS
    VOTOS

    Milklei Leite

     PV ELEITO
    0,75%

    2.721

    Maurício Gurgel

     PV
    0,65%

    2.341

    Albany Dutra

     PV
    0,54%

    1.967

    Dr. Milano Máximo

     PV
    0,43%

    1.544


Em tempo: Aldo Clemente escolheu Eduardo Machado para coordenar parte da sua campanha. Dudu teve uma postura que trasparecia que ele era o candidato. As reuniões do suplente de vereador, todas elas, sem exceção, eram lotadas.

Em tempo 2: Lilico perdeu às eleições de 2016, com um dos maiores investimentos daquela campanha, justamente por causa das escolhas erradas dos seus apoiadores. Foi um festival de desperdício. Àquelas lideranças que ninguém mais queria, que davam trabalho nas campanhas, os famosos "picaretas" profissionais, Lilico conseguiu a proeza de juntar todos em sua campanha. O resultado, todos nós sabemos.

Em tempo 3: Em 2016, Rochinha seguiu o mesmo caminho de Lilico, parece que combinaram. Resultado: "se torou!".

Em tempo 4: Então, amigos e amigas vereadores. Querendo perder uma campanha, já sabe: Chama Lilico Bezerra que não tem erro!

Em tempo 5: Maurício errou na escolha. Natal perdeu um vereador bem avaliado. Esperamos que esse baque não lhe traga trauma e ele continue participando da cena política da nossa capital. 

Em tempo 6: Em 2016, Lilico Bezerra teve 3.156 votos e Rochinha, 2.245. A expectativa é de que os dois ficassem entre os 10 mais votados daquele pleito.

Em tempo 7: Ora, se na própria campanha Lilico errou feio, o que levou Maurício a achar que com ele seria diferente?

Em tempo 8: A lição que a urna dá, deve ser respeitada e sempre levada em conta. Tem que ouvir às urnas, Maurício. Em 2016 ela já lhe mandou um recado e você desconsiderou. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sargento da Marinha morre afogado em praia de Maceió

SEMSUR. Feiras livres voltarão a funcionar nesse final de semana

Fuzileiros Navais de Luto. Faleceu o Sargento Flávio Freitas