Blog do Cyrillo

Novo "Palácio da Justiça" não oferece estacionamento para os usuários nem advogados

Imagem do novo "palácio" da justiça do RN. 15 vagas de estacionamento para o público/usuário e 592 vagas para os servidores/funcionários numa estrutura de 30 mil metros quadrados de construção geral. 


Estou estarrecido com o que vi, hoje pela manhã, no novo "palácio" do tribunal de justiça do RN. 

É meus amigos, é um palácio de verdade. Você, cidadão comum, se sente inferiorizado ao olhar para a estrutura. É a nona maravilha do mundo.

Fui checar um processo meu no novo TJ de Nossa Senhora de Nazaré, ao lado da rodoviária da Cidade da Esperança. Entrei no estacionamento, que tem 07 pavimentos e 592 vagas e fui barrado pelo vigilante do setor.

Acreditem, as vagas são exclusivas para servidores e funcionários. Diga aí, amigos leitores? Dá pra acreditar? 

Falei com um advogado e seu cliente, na saída do colossal prédio e ele me confirmou que não deixam eles usarem as vagas de estacionamento. São exclusivas para os 21 desembargadores e seus (quase 1 mil) assessores.

Sou leigo no assunto, mas achava que para construir um prédio em Natal, teriam que oferecer vagas de estacionamento para os funcionários e público em geral, mesmo que sejam pagas. Mas, tropecei na minha ignorância. 

Na parte externa tem 15 vagas de estacionamento e só. As ruas no entorno do "palácio" estão um caos. 

Em tempo: a construção, em 2017, previa um investimento de 110 milhões de reais, não consegui achar qual foi, ao final da obra, o investimento final. 

Em tempo 2: juro por Deus, que o luxo e brilho que o prédio tem, me deixou do tamanho de um gafanhoto. Juro! Um amigo delegado, quando falei sobre o assunto, me disse assim: "aquilo não foi feito para o povo comum"! 

Em tempo 3: soube de um advogado amigo, que a OAB tá nem aí para o tratamento que seus associados têm recebido no novo "palácio" da justiça.

Em tempo 4: aos amigos que conhecem de lei ambiental e sobre construções na cidade de Natal, não é obrigatório oferecer vagas aos usuários, proporcional ao tamanho da construção?

Em tempo 5: trago uma ideia para solucionar o problema: faz uma passarela do estacionamento da rodoviária, que fica do outro lado da Coronel Estevam, e nós, os súditos lisos, usaríamos - mesmo pagando - o estacionamento privado de lá. 

Vejam a notícia de 2016, sobre a construção do novo "palácio" da justiça:

Nova sede

A nova estrutura do TJ-RN prevê a construção de um edifício de 11 pavimentos, além de um estacionamento privativo com cinco andares e capacidade para 592 vagas. Segundo o projeto do Departamento de Arquitetura e Engenharia do TJRN, a sede terá uma área de construção de 30 mil m², sendo 12 mil m² de área administrativa e outros 18 mil m² de área de estacionamento.

Para o presidente do TJ-RN, desembargador Claudio Santos, a construção já pode ser definida como o maior investimento feito em Natal na última década, tornando-se, desta forma, um polo desenvolvedor da região.

A sede contemplará gabinetes e assessorias para 21 desembargadores; sala do Tribunal Pleno para 100 espectadores; cinco Câmaras Cíveis; uma Câmara Criminal; auditório com capacidade para 416 pessoas; espaço para todas as Secretarias do TJRN; restaurante; ambientes para agência bancária, Correios, biblioteca, Ouvidoria, entre outros.

Vejam as fotos do imponente "palácio" da justiça do RN:

Prédio anexo com 18 mil m² de área de estacionamento. 07 pavimentos e nenhuma vaga para o cidadão/usuário ou os advogados.

15 vagas externas, no sol, para os usuários e advogados que precisem dos serviços da justiça do RN.

Imagem das vagas externas disponibilizadas para os "súditos" que precisam ir ao "palácio" da justiça do RN.
Cyrillo

Blogueiro político em busca de divulgar as verdades escondidas nos atos dos atores políticos.

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem