Blog do Cyrillo

Podcast Semanal

O Plano de Diretor e os vereadores reféns da bolha

A bolha que elege e faz de refém seus representantes.


Temos 29 vereadores, 04 são de esquerda. Acabou a revisão do Plano Diretor, projeto tão sonhado pelos natalenses. Sabe quem votou contra a aprovação da revisão? Eles mesmos. Sei que você acertou, leitor. 

É isso mesmo. A mesquinhez dos partidos de "sempre" prevaleceu. PT, PCdoB e PSOL.

São quatro parlamentares que moram numa bolha. Cada um representa sua "bolhinha". Votam por eles, se vestem do jeito que eles querem, falam do jeito que eles se identificam. Ou seja, trabalham para uma "bolhinha" de pessoas que garantem uma votação que lhes colocam na briga por um mandato a cada eleição.

Vi o intelectual professor Robério Paulino, apesar de não reclamar nem se opor, se abster de votar a reeleição de Paulinho Freire, essa semana. Coitado. Refém de pouco mais de 2 mil "bolhistas". 

Vi o mesmo professor pedir socorro aos sindicalistas de Natal para ajudá-lo na difícil missão de "salvar" a cidade de "um massacre da maioria do capital imobiliário". "Impossível resistir ao rolo compressor sem mobilização aqui", gritou o vereador do PSOL. Vergonha que não combina com a idade que ele carrega. 

Em tempo: 14 anos que a cidade implorava por essa revisão e os quatro vereadores de Lula, Boulos e Manuela D'Ávila, depois de propor, emendar, ter voz, falar a vontade, apresentar ideias, resolvem votar contra por causa da bolha que grita que o Plano Diretor é ruim para a cidade. 

Em tempo 2: pobres reféns das "bolhinhas". Um pena que parlamentares cheios de intelecto, que poderiam servir a toda a cidade, morrem sufocados pelos gritos de meia dúzia de 'amarelinhos e vermelhos-corrupção'. Um pena!

Em tempo 3: amigos de esquerda. Eu morei numa bolha dessas também. É difícil criar coragem e furá-la, mas vocês conseguem. Saiam daí. Não vale a pena. Perguntem a Juliano Siqueira, Olegário Passos, Júnior Rodoviário, George Câmara, Hugo Manso, Fernando Lucena, Heráclito Noé, Mary Regina, Marcos do PSOL, Sandro Pimentel e Amanda Gurgel. A bolha fez muito mal para todos esses.

Em tempo 4: tenho certeza, que agora a noite na mesa de jantar, justificaram aos seus familiares e amigos mais 'chegados' que o voto foi puramente para manter a bolha inflada e espessa. Tenho absoluta certeza. 

Em tempo 5: Disseram assim em suas casas: "Mãe, pai, esposa, esposo, filho, filha por favor, me entendam. Os "meninos" do partido (bolha) queriam que votasse assim. Tô nem doido(a) pra votar ao contrário"! Sei que o melhor para a cidade é a revisão aprovada como foi, mas os "meninos" (bolha) queriam meu voto contrário. Dei!




Cyrillo

Blogueiro político em busca de divulgar as verdades escondidas nos atos dos atores políticos.

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem