Tenistas do Aeroclube chegam às quartas em primeiro torneio pós pandemia

Competição nacional valia vaga no Grand Slam Juvenil

Quatro tenistas potiguares, atletas do Aeroclube, foram longe na primeira competição pós pandemia, o Roland-Garros Junior, um dos maiores eventos da categoria no mundo. A competição reuniu os 32 melhores tenistas do país de até 18 anos. O Aeroclube foi o que levou o maior número de representantes: Lucius Soller, Luca Ebenriter, Breno Marques e Lorena Cardoso, comandados pelos técnicos João Felipe Araújo e Gonçalo Fisher.

Lucius Soller, Luca Ebenriter, Breno Marques e Lorena Cardoso foram os representantes do clube potiguar na competição.

“Perdemos nos detalhes, o que dificultou muito foi a falta de ritmo de campeonato, por causa da pandemia. Apesar de termos seguido firme nos treinos, com todos os cuidados, as competições fazem diferença. Mas no geral, o resultado foi muito bom”, avalia o técnico João Felipe Araújo.

A competição aconteceu em Brasília, e valia nada menos que a oportunidade de representar o Brasil em Paris na seletiva para o Roland-Garros Junior. Dois tenistas paulistas ficaram com as vagas: Ana Candiotto e Nicolas Zanellato, que viajam à França no fim de setembro com tudo pago, onde enfrentam os campeões de seletivas na Índia e no México.

"Não avançamos para as semifinais por conta do longo tempo de paralização dos nossos treinos. Estamos no caminho certo", falou o treindaor João Felipe Araújo, que capitaneou a equipe ao lado de Gonçalo Fisher, também treinador.

João Felipe, técnico do Aeroclube, explica que foi uma competição bem diferente, por causa das restrições impostas pelo risco do Coronavírus. A realização da competição foi autorizada por um decreto do Distrito Federal, com muitas medidas sanitárias. “Tivemos a testagem obrigatória de atletas, árbitros e funcionários do evento para a Covid-19. Além disso, não havia público, e os atletas tinham que seguir um cronograma de horários, para que estivessem no local da competição apenas os jogadores envolvidos nas partidas”.

“O Aeroclube está investindo pesado no esporte potiguar, e consideramos bom esse resultado, diante da falta de ritmo dos atletas. Com a retomada das competições, não tenho dúvidas de que nossos atletas vão evoluir cada vez mais nas disputas”, diz Matheus Moreira, gestor esportivo do Aeroclube.

Na próxima semana, os atletas voltam às quadras, em Recife, para a disputa da Copa Brasil Open, que acontece  também em Piracicaba/SP e Florianópolis/SC, e tem 20 mil de premiação. “Nossos atletas são juvenis, mas tem nível e preparo para esse tipo de competição”, explica o técnico.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SEMSUR. Feiras livres voltarão a funcionar nesse final de semana

Vereador de Extremoz chama diretora de escola para "trocar balas".

Fuzileiros Navais de Luto. Faleceu o Sargento Flávio Freitas